VIDA DESTRUÍDA APÓS DOIS MESES NA ALA PSIQUIÁTRICA DO COLMEIA

Ana Maria Cemin – Jornalista

23/02/2024 – (54) 99133 7567

Antes de ir em excursão para Brasília, Juanita tinha uma vida intensa de atividades sociais voltadas ao bem-estar de pessoas carentes. Hoje, depende totalmente da filha Luana, de 28 anos, que tem a curatela da mãe.

Os dois netos de Joanita.

Joanita engajada na ação de entrega de quentinhas para moradores de ruas.
A atividade ela desenvolvia à noite, após o expediente de trabalho.

8 comentários sobre “VIDA DESTRUÍDA APÓS DOIS MESES NA ALA PSIQUIÁTRICA DO COLMEIA

  1. Alice Nascimento dos santos

    Oi Joanina sua linda sou eu SUA MANA ALICE EU MORRO DE SAUDADES DE VC MUITA MESMO TUDO ISTO VAI PASSA AMIGA E UM DIA VAI SER A PRIMEIRA COISA QUE QUERO VER E VC EU TBM ESTOU MUITO DOENTE MAIS TODOS NOS VAMOS FICAR BEM E VAMOS TER UM BRASIL MELHOR 🇧🇷🇧🇷

  2. Magna Angelica da Hora

    Estou extremamente triste em saber com essa riqueza de detalhes o sofrimento no qual foi submetida.
    Joanita Almeida conheço a 9 anos, Já fui sua funcionária conheço sua história,seu lindo trabalho social ,seu trabalho de excelência nas creches e principalmente sei do seu amor pelas crianças , sua seriedade e respeito por elas.
    Triste ver suas condições hoje doente , incapaz e dependente de pessoas e tantas medicações.Que a justiça seja feita de forma justa .

    1. Amanda

      Irmã na fé e no coração ❤️ Magna , são lindas e verdadeiras suas palavras. E vc é seu esposo conhecem minha história. E principalmente meu caracter

    1. Ana Lúcia Santana

      MDS! Quanta injustiça, qta desumanidade!! Pessoas presas sem provas, ao arrepio da lei!! Jamais pensei q viveria para ver o Brasil escrevo de um governo comunista. Deus proteja, Joanita e todos os que estão presos ou condenados injustamente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *